Demorou seis anos e cinco meses, mas a Era Claudio Tencati chegou ao fim no Londrina. Em comum acordo, as partes resolveram colocar um ponto final do trabalho e o anúncio oficial vai acontecer em uma entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira.

No último final de semana, após o empate entre Londrina e América-MG – resultado que acabou com as chances matemáticas do time paranaense de conquistar o acesso à elite -, Cláudio Tencati já havia deixado no ar a possibilidade de deixar o Tubarão.

"A gente tem um compromisso com o clube e com o próprio Sérgio Malucelli (gestor do Londrina), mas chega um momento que é preciso analisar o ciclo, tanto para mim quanto para o clube. A gente está analisando. Nós vamos conversar para ver como será no futuro", afirmou o treinador.

Claudio Tencati também deixou claro que não tinha firmado compromisso com nenhum outro clube para 2018, mas havia comentando recentemente o desejo de trabalhar na elite do Brasileirão.

A despedida de Claudio Tencati do Londrina será neste sábado, quando o Tubarão enfrenta o Vila Nova, às 17h30, no Serra Dourada, em Goiânia, pela última rodada da Série B. O time paranaense é o quinto colocado, com 59 pontos, e estava brigando pelo acesso até semana passada.

A PASSAGEM!
Hoje com 43 anos, Claudio Tencati passou por Cianorte, Paranavaí e Iraty antes de ser contratado para assumir o comando técnico do Londrina em abril de 2011 depois da chegada da empresa de gestão esportiva SM Sports, que tinha como gestor Sérgio Malucelli. Os dois trabalharam juntos no Iraty.

No Londrina, Tencati contribuiu para o "renascimento" do clube, que vivia na época uma grave financeira e estava na 2ª Divisão do Campeonato Paranaense. Sob seu comando, o Tubarão conquistou o acesso à elite e em 2014 encerrou um jejum de 22 anos ao ser campeão do Estadual. Ele também tirou o time da Série D do Brasileiro e o colocou na Série B. Por último, ficou com o título da Primeira Liga deste ano de forma invicta.

Ao todo, Cláudio Tencati comandou o Londrina em 269 jogos e teve um aproveitamento de 57,27%, com 131 vitórias, 72 empates e 66 derrotas.

Fonte: Redação