Por Orlando Antunes


Fecharam a porteira depois que o burro fugiu. O técnico Júnior Rocha foi desligado pelo Luverdense. A medida tomada pela diretoria foi tardia e tinha que ter sido tomada na virada do turno. A medida visa apenas crucificar aquele que não foi o único culpado. O culpado maior foi o seu presidente Helmute Lawisch que assumiu o risco de matar o time. Matou e deve ser condenado por homicídio  doloso

A diretoria do Luverdense e o técnico Júnior Rocha se reuniram na manhã desta terça-feira e decidiram pela rescisão do contrato do técnico. A rescisão é amigável e Júnior deixa portas abertas no Luverdense. “Agradeço ao grupo de jogadores, comissão técnica e a diretoria por mais essa oportunidade que foi me dada. Saio de cabeça erguida e desejando sucesso ao Luverdense nas próximas temporadas” disse o ex-técnico do Verdão.

Essa foi a terceira passagem do treinador no Luverdense. Ele chegou ao clube em 2013, inicialmente como treinador da base e com a rescisão de Roberval Davino, treinador do verdão na época, ele foi efetivado como o técnico do Luverdense.

Desde lá ele venceu a partida histórica contra o Corinthians no Passo das Emas, subiu a equipe da Série C para a Série B em 2013, foi Campeão Mato-Grossense em 2016, Campeão da Copa Verde de 2017 e comandou o time na Série B de 2014, 2015, 2016 e 2017. No total, foram mais de 200 partidas no comando da equipe.

A diretoria do Luverdense já decidiu quem é o seu sucessor. Odil Soares é o novo técnico do Luverdense, ele foi treinador da base do Luverdense, no começo de 2017 foi treinador da equipe principal e a comandou no Campeonato Mato-Grossense, Copa Verde e Copa do Brasil até a volta de Júnior Rocha.

Fonte: Redação