O Operário-CEOV não teve dinheiro nem para tocar o Sub-17 e muito menos da Copa Federação Sub-21 e, por isso, está fora das últimas competições da temporada. Mas escapou do rebaixamento para a Segundona no tapetão em julgamento de julho no TJD, mas espera o julgamento de um recurso do Cacerense. Mesmo assim, o seu presidente, Cesar Gaúcho, está anunciando um treinador para o ano que vem. Sem dinheiro para bancar competições menores, como pode querer fazzer contratações em nem há a vaga garantida para o estadual 2018?  

De férias forçadas ao abrir mão de disputar a Copa FMF, o Operário Várzea-grandense já está se movimentando de olho na próxima temporada. Ontem, o presidente do clube César Gaúcho anunciou a contratação do técnico Estevam Soares, ex-Palmeiras, Ituano, Bragantino, Portuguesa (SP), BOtafogo (RJ) e Vitória (BA) e CSA (AL). O treinador, com carreira consolidada no futebol de São Paulo, estará em Várzea Grande na próxima semana.

Em fase de recuperação de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), Gaúcho ressalta que o acerto com Estevam Soares se deu no início da semana. “Já estávamos conversando sobre uma possível vinda dele para o Operário de Várzea Grande. O negócio só não foi fechado antes em função do problema de saúde. Mas essa semana chegamos a um acordo.

Na próxima semana, ele (Estevam) estará aqui para conhecer um pouco mais do Operário Várzea-grandense e da cidade”, frisou o dirigente, ressaltando que o Centro de Treinamento do Brasil Central, considerado o melhor de Cuiabá, estará alugado ao ‘Chicote’ da Fronteira até o maio do próximo ano.

Indagado qual o interesse de Estevam Soares em treinar o Operário no Campeonato Mato-grossense do próximo ano, César Gaúcho disse que o treinador tem interesse em comandar o projeto de acesso do Tricolor no cenário nacional. Caso do time de Várzea Grande conquiste o próximo Estadual, o clube asseguraria vagas na Copa do Brasil, Copa Verde, ambas de 2019 e mais dois anos consecutivos a partir de 2018 no Campeonato Brasileiro da Série D.

“O Estevam Soares está interessado em ajudar o Operário a ascender no cenário brasileiro. É um treinador conceituado no futebol brasileiro. Tem muita experiência e todas as credenciais para tocar um projeto arrojado”, disse o presidente. 

PALAVRA DO TÉCNICO

Através da sua assessoria, o técnico estevam Soares negou a conversa com o Operário 

Fonte: Redação