O Internacional ampliou a sua vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro da Série B ao conquistar sua oitava vitória consecutiva no Beira-Rio. Nesta tarde venceu o Santa Cruz por 2 a 0, com dois gols do meia D’Alessandro, atingindo os 54 pontos.

 

São seis na frente do América-MG, que no domingo cedo, recebe o Oeste, na Arena Independência. O time pernambucano continua na zona de rebaixamento, com 29 pontos, em 18.º lugar.

MENTIRINHA DE FERREIRA
Como cada jogo tem o mesmo peso – vale três pontos – o técnico Guto Ferreira só despistou ao afirmar na véspera de que poderia poupar alguns titulares. Escalou o que tinha de melhor em mãos, inclusive com William Pottker e D’Alessandro, que poderiam ser poupados.

A preocupação seria o grande jogo contra o Paraná, na próxima terça-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), com ingressos esgotados e público confirmado de 40 mil torcedores.

O Inter começou fazendo pressão no ataque. Logo no primeiro minuto, após rápida troca de passes a bola ficou com Leandro Damião. Ele invadiu a área e bateu em cima de Júlio César, que começou a fazer uma série de boas defesas na partida. O objetivo era abrir o placar no início.

Aos oito minutos, Pottker disparou pelo lado direito e na hora de cortar Guilherme Mattis a bola tocou em seu braço. Pênalti bem marcado. Na cobrança, D’Alessandro deslocou o goleiro e bateu no lado esquerdo.

GOL ESFRIA COLORADO
O gol esfriou o time da casa, num relaxamento que não ficou perigoso diante da fragilidade adversária. A única estocada perigosa saiu aos 33 minutos quando Grafite abriu para André Luis pelo lado direito, ele cortou dois zagueiros e bateu rasteiro. A bola tirou tinta da trave esquerda de Danilo Fernandes.

Este lance acordou o time gaúcho que teve duas chances parecidas. Na primeira, aos 39 minutos, Damião entrou na área e chutou em cima de Júlio César, e depois aos 43 minutos quando Pottker também entrou na área e bateu cruzado, mas Júlio César desviou no a ponta do pé esquerda. Uma grande defesa.

NOVA PRESSÃO
No segundo tempo, o Internacional voltou à pressão. Aos três minutos, Pottker, quase na pequena área, chutou e Júlio César mandou para escanteio. As chances foram se sucedendo, com Pottker aos 12 e aos 25 minutos com Camilo – que tinha entrado no lugar de Fernando Sacha – num chute cruzado que parou no pé da trave.

No lance seguinte saiu o segundo gol. Camilo fez o passe para D1alessandro dentro da área. Ele driblou o zagueiro Anderson Salles e bateu com o pé direito, que não é o seu forte, a bola passou entre vários jogadores até as redes. Vantagem ampliada aos 25 minutos.

O Internacional se tranquilizou com a vantagem maior. Teve outra chance numa cabeçada de Rodrigo Dourado, aos 30 minutos, e que o goleiro espalmou sob o travessão.

O Santa Cruz só ameaçou aos 34 minutos, numa sequência de três chutes defendidos por Danilo Fernandes. Depois disso, o jogo esfriou e ficou em ritmo de treino.

GRANDE JOGO NA BAIXADA
Na terça-feira, abrindo a 28.ª rodada o Internacional vai até Curitiba para enfrentar o Paraná, sem William Pottker, suspenso com três cartões amarelos. O Santa Cruz vai ter outra pedreira pela frente no próximo sábado, diante do América-MG, no Arruda, em Recife (PE).

 

Fonte: Redação