ORLANDO ANTUNES



Há quatro anos na Série B, a Segundona do Brasileirão, o Luverdense tem que fazer contas, por fora, e melhorar o desempenho nas quatro linhas para não voltar à condição em que se encontrava em 2013. Com 28 pontos e em 18ª posição, o time tem que se recuperar e conquistar os 39 pontos restantes para fugir do rebaixamento.

Para não cair para a Série C, a caminhada se afunila. Dos 13 jogos que faltam para terminar a competição, o Luverdense faz  sete jogos dentro em casa – pela ordem,  Ceará, Figueirense, Paysandu , Goiás, Internacional, Boa e Náutico. Já dos 21 pontos a serem disputados dentro de casa, vai precisar marcar pelo menos 19, ou seja: vencer todas e, na pior hipótese, empatar apenas duas ou três vezes.

Fora de casa, po LEC encara, na ordem, o  Brasil de Pelotas, América Mineiro, Santa Cruz em Recife, ABC em Natal, Paraná em Curitiba e Guarani em Campinas. Destes 18 pontos, vai precisar de pelo menos seis  pontos. No total, fechará com 25 pontos.

Somando aos 28 já conquistados, chegará aos 53 pontos. Fatalmente estará fora do rebaixamento. Qualquer outra conta, será impossível escapar da degola, consequentemente, cair para a Série C. 

   

 

Fonte: Redação