Como era esperado o técnico Givanildo de Oliveira não virou o sábado no comando do Santa Cruz, porque à tarde levou a virada, por 2 a 1, para o CRB, dentro do Arruda, em Recife (PE), pela 22.ª rodada da Série B. Esta foi a sexta derrota consecutiva do Cobra Coral na competição, ficando em 18.º lugar, com 23 pontos e dentro da zona do rebaixamento.

Givanildo era o técnico mais velho em atividade nas principais divisões do futebol brasileiro, com 69 anos. Um velho conhecido dos clubes pernambucanos, era a esperança para melhorar o time na competição. Não deu certo.

APROVEITAMENTO BAIXÍSSIMO
Em 11 jogos, Giva conseguiu apenas duas vitórias, com três empates e depois seis derrotas seguidas, dando a clara impressão de que tropeçou no comando do grupo. O seu aproveitamento foi fraco: 27,27 %.

O tricolor começou a Série B sob o comando de Vinícius Eutrópio, que tinha feito excelente campanha com o time na Copa do Nordeste, chegando as semifinais.

Givanildo começou a Série B no comando do Ceará, mas caiu após empatar por 1 a 1 com o Luverdense, na quarta rodada, dentro do Castelão.

Fonte: Redação