O pressionado Internacional reagiu na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta terça-feira, o time dirigido por Guto Ferreira voltou ao Beira-Rio e recuperou-se da derrota por 2 a 1 para o Vila Nova com uma vitória por 2 a 0 sobre o Oeste. Os gols foram de Eduardo Sasha no primeiro tempo e Uendel no segundo.

O resultado deixou o Inter ao menos provisoriamente na zona de acesso à primeira divisão, no quarto lugar, com 27 pontos ganhos – os concorrentes pelo posto no G4 ainda irão a campo pela 17ª rodada. Já o Oeste, que vinha de um triunfo por 3 a 0 sobre o Juventude, permaneceu com 23, no meio da tabela de classificação.

Internacional e Oeste voltarão a entrar em ação na terça-feira que vem, em rodada cheia da Série B. O time gaúcho enfrentará o Goiás no Beira-Rio, enquanto o paulista jogará contra o ABC na Arena Barueri.

O resultado deixou o Inter ao menos provisoriamente na zona de acesso à primeira divisão, no quarto lugar

O jogo – Como era esperado, o Internacional se lançou ao ataque desde os primeiros minutos de partida e encontrou um Oeste recuado. A diferença em relação às últimas apresentações da equipe gaúcha parecia estar no empenho dos seus atletas, marcando freneticamente a saída de jogo adversária. O uruguaio Nico López exagerou e foi até punido com um amarelo por chutar a bola para longe após cometer uma falta.

Dessa maneira, acelerado, o Inter começou a criar chances de gol em sequência – em chute de primeira de Eduardo Sasha, em cabeçada de Charles e em finalizações sem direção de William Pottker. O argentino D’Alessandro, como nos bons tempos do Inter, participava de quase todas as ações ofensivas, mesmo sem tanto brilhantismo.

Aos poucos, contudo, o Oeste conseguiu conter a pressão colorada. Ainda que não ameaçasse o goleiro Danilo Fernandes, o time do interior paulista de aplicava na marcação e valorizava bastante o tempo sempre que a bola não estava em jogo.

Fique por dentro do mundo do esporte!
Receba alertas no seu computador das principais notícias do site

ATIVAR ALERTAS
Ainda assim, o Inter conseguiu ir para o intervalo em vantagem no placar. Aos 44 minutos, Nico López ficou com a bola na ponta direita após uma dividida de Fabinho e fez o cruzamento. Eduardo Sasha mergulhou em direção à pequena área e cabeceou para a rede.

Na etapa complementar, a meta do Inter era não se acomodar com o marcador favorável. E, logo aos seis minutos, Lidio fez questão de lembrar que também havia disposição do lado do Oeste ao discutir asperamente com D’Alessandro. Pouco depois, porém, ele brigou também com um jogador da sua própria equipe, Leandro Amaro.

Enquanto o técnico Roberto Cavalo se preocupava em conter os ânimos dos seus comandados, o colega Guto Ferreira se viu obrigado a fazer alterações no Inter. O primeiro a sair foi Danilo Silva, substituído por Léo Ortiz. Já Fabinho torceu o tornozelo e cedeu espaço para Junio.

O Inter ampliou após as mudanças. Aos 24 minutos, D’Alessandro chegou a encobrir o goleiro Rodolfo, que desviou. Na sobra, Uendel tentou por cobertura e acertou o travessão. O meia argentino, então, carimbou a marcação, e o lateral esquerdo soltou o pé para enfim superar o bloqueio do Oeste.

Com 2 a 0 no marcador, a torcida do Inter passou a cantar alegremente nas arquibancadas do Beia-Rio. No gramado, o time de Guto Ferreira já não sentia tanta necessidade de acuar o Oeste, que pecava pelos passes errados, até porque continuava com o controle da partida.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 0 OESTE

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 25 de julho de 2017, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Ailton Farias da Silva (SE)
Cartões amarelos: Nico López, Danilo Silva e D’Alessandro (Internacional); Velicka, Daniel Borges, Lidio, Rodrigo Sam e Alexandro (Oeste)
Gols: INTERNACIONAL: Eduardo Sasha, aos 44 minutos do primeiro tempo; Uendel, aos 24 minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Fabinho (Junio), Danilo Silva (Léo Ortiz), Klaus e Uendel; Charles, Edenílson e D’Alessandro; Eduardo Sasha (Felipe Gutiérrez), Nico López e William Pottker
Técnico: Guto Ferreira

OESTE: Rodolfo; Willian Cordeiro, Rodrigo Sam, Leandro Amaro e Velicka (Daniel Borges) (Henrique); Lidio, Betinho, Mazinho e Danielzinho; Jheimy (Alexandro) e Gabriel Vasconcelos
Técnico: Roberto Cavalo

Fonte: Redação