O Atlético Paranaense está nas oitavas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone. Em um jogo eletrizante, o Furacão jogou com o coração na ponta da chuteira e venceu a Universidad Católica, em Santiago.

O Rubro-Negro derrotou o time chileno por 3 a 2, com gols de Eduardo da Silva, Douglas Coutinho e Carlos Alberto, chegou aos 10 pontos e garantiu a segunda colocação do Grupo 4. O adversário nas oitavas de final será definido através de sorteio, ainda sem data confirmada. 

O jogo

Foi uma partida digna de final, com o Furacão jogando com raça e fazendo gols um atrás do outro

Com as duas equipes precisando da vitória, o primeiro tempo em Santiago foi movimentado. As primeiras chances foram atleticanas. Logo aos dois minutos, Rossetto lançou Grafite, que bateu e foi travado pela zaga. 

Sete minutos depois, o atacante teve outra chance. Desta vez, recebeu na esquerda de Sidcley e bateu cruzado. O zagueiro chileno conseguiu travar o chute e colocou para escanteio.

Aos 13 minutos, outra boa chance do Furacão. Rossetto cruzou para Pablo, que dominou e tocou para Sidcley. O lateral bateu de direita e o zagueiro adversário salvou de carrinho.

A primeira chegada da Universidad Católica veio aos 20 minutos. Santiago Silva recebeu em profundidade e bateu cruzado. A bola foi por cima.

Aos 32 minutos, a melhor chance do Rubro-Negro. Sidcley fez jogada individual pela esquerda e cruzou rasteiro. Nikão chegou bem e soltou a bomba. O goleiro fez ótima defesa, evitando o gol atleticano.

Mas foi o time chileno quem abriu o placar. Aos 35 minutos, Santiago Silva recebeu na entrada da área e bateu de primeira. A bola foi no canto direito do goleiro Weverton.

Sem alterações para a segunda etapa, a partida continuou equilibrada e com as duas equipes buscando o ataque. Aos sete minutos, a Universidad Católica acertou o travessão atleticano.

Paulo Autuori fez três alterações na equipe. Carlos Alberto, Eduardo da Silva e Douglas Coutinho foram para o jogo, nas vagas de Lucho González, Grafite e Pablo. E o Furacão chegava bem nas jogadas pelas laterais.

Em uma destas chegadas, o Furacão empatou com dois jogadores que entraram no segundo tempo. Aos 30 minutos, Carlos Alberto cruzou da esquerda e Eduardo da Silva marcou de cabeça. 1 a 1 em Santiago.

E o Furacão virou o placar aos 36 minutos. Nikão lançou Douglas Coutinho, próximo do meio de campo. O atacante avançou em velocidade, invadiu a área e bateu por baixo do goleiro.

Mas aos 39 minutos, a Universidad Católica voltou a marcar e empatou a partida. Noir recebeu na entrada da área e bateu no alto, acertando o ângulo de Weverton.

O Atlético Paranaense não desistiu, continuou no ataque e marcou mais um aos 41 minutos. Em ótima jogada em velocidade, Carlos Alberto recebeu no meio e tocou para Jonathan. O lateral devolveu e o meia bateu no alto, fazendo o terceiro do Furacão.

Com a vitória por 3 a 2, o Rubro-Negro garantiu vaga nas oitavas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone.
 

Ficha técnica: Universidad Católica 2×3 Atlético Paranaense

Conmebol Libertadores Bridgestone: Grupo 4 – Sexta rodada

Data: 17/05/2017 [quarta-feira]

Horário: 21h45

Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago

Árbitro: Jonhatan Fuentes [Uruguai]

Auxiliares: Miguel Nievas [Uruguai] e Gabriel Popovits [Uruguai]

Quarto árbitro: Leodan Gonzalez [Uruguai]

Atlético Paranaense: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio e Rossetto; Nikão, Lucho González (Carlos Alberto, aos 17’ do 2º T) e Pablo (Douglas Coutinho, aos 29’ do 2º T); Grafite (Eduardo da Silva, aos 21’ do 2º T). 

Técnico: Paulo Autuori
Gols: Eduardo da Silva, aos 30’ do 2º tempo; Douglas Coutinho, aos 36’ do 2º tempo e Carlos Alberto, aos 41’ do 2º tempo

Cartões amarelos: Nikão, Wanderson e Matheus Rossetto

Cartão vermelho: Wanderson (APP)

Universidad Católica: Toselli; Magnasco, Kuscevic, Maripán e Parot; Manzano (Guttierez, aos 33’ do 2º T), Carlos Espinosa, Fuenzalida (Cordero, aos 30’ do 2º T) e Buonanott; Noir e Santiago Silva.

Técnico: Mario Salas
Gols: Santiago Silva, aos 35’ do 1º tempo e Noir, aos 39’ do 2º tempo

Cartões amarelos: Santiago Silva e Carlos Espinosa

Fonte: Redação