ORLANDO ANTUNES


Por unanimidade, 3 votos a zero, a Primeira Câmara do TJD – Tribunal de Justiça Desportiva – puniu o Clube Esportivo Operário Várzea-Grandense (Ceov) com perda de seis pontos pela inclusão do jogador Lê no clássico contra o Mixto, disputado na abertura do campeonato, em 29 de janeiro,na vitória do Tricolor por 3 a 2.

Transferido do Sinop, o jogador havia sido expulso na última partida de 2016 e julgado pelo TJD, punido com uma partida de suspensão. No entanto, ele não cumpriu a pena e ficou no banco no jogo contra o Mixto, infringindo o artigo 214. Num caso semelhante, o União também foi punido e ficou fora das semifinais, dando a vaga para o Dom Bosco.

Com a perda dos seis pontos, o CEOV foi rebaixado para a Segunda Divisão, livrando o Cacerense, que perdeu dentro de campo. O presidente do CEOV, Cesar Gaúcho, declarou que vai recorrer ao Pleno do tribunal e se for o caso, até ao STJD- Superior Tribunal de Justiça Desportiva, no Rio de Janeiro.

 

Fonte: Redação