AFI



O Luverdense vai voltar para Lucas do Rio Verde com uma boa vantagem para o segundo jogo da semifinal na Copa Verde. Na noite deste sábado, o LEC foi até o Acre e venceu o Rondoniense, por 2 a 1, na Arena da Floresta, pela partida de ida.

O jogo acabou sendo marcado para o Acre porque nenhum dos estádios de Rondônia não tinham capacidade mínima de dez mil pessoas, conforme exige a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, no Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde. O Luverdense pode até perder por 1 a 0 que garante vaga na final, enquanto o Rondoniense precisa ganhar por dois ou mais gols de vantagem.

BOA VANTAGEM

Em campo neutro, o Luverdense começou a partida em cima do Rondoniense e abriu o placar logo aos 12 minutos. Ricardo arriscou de fora da área e mandou no ângulo de Biro, que nada pôde fazer. O time de Rondônia bem que tentou equilibrar as ações, mas quem balançou as redes foi o LEC novamente.

Aos 26, Paulinho foi até a linha de fundo e cruzou. Bággio mostrou oportunismo e bateu no cantinho. O Rondoniense sentiu demais o segundo gol do Luverdense e passou a errar vários passes. Aos 34, Diogo Sodré fraturou o tornozelo em um lance com Pither e precisou ser encaminhado para o hospital.

Como havia apenas uma ambulância no estádio, a partida ficou paralisada por 20 minutos até que o automóvel voltasse. Depois disso, Cazu assustou em finalização de fora da área e Biro impediu o terceiro gol do Luverdense.

DIMINUIU

Com boa vantagem no placar, o Luverdense voltou do intervalo valorizando a posse de bola e viu o Rondoniense quase diminuir. Após rebatida da zaga, Marquinhos cruzou e Alesson cabeceou. A bola ainda raspou a trave antes de sair pela linha de fundo.

________________

Ficha Técnica
Rondoniense 1 x 2 Luverdense-MT
Local: Arena da Floresta (em Rio Branco-AC);
Árbitro: Edmar Campos Encarnação (AM);
Assistentes: Marcos Santos Vieira (AM) e Rener Santos de Carvalho (AC); 4º árbitro: Jonathan Antero Silva (RO);
Gols: Ricardo aos 18’ e Baggio aos 26’ do 1º; e Careca aos 30’ do 2º;
Cartões amarelos: Pemaza (Rondoniense); e Rafael Silva (Luverdense);
Rondoniense
Biro; Hércules (Weslei Rafael), Quintino, Paulão e Marquinhos Carioca; Cabelo, Fernandinho e Pither (Elvis); Pemaza, Careca e Alesson (Tanaka). Técnico: Elias Santana.
Luverdense
Diogo Silva; Gabriel Passos, Neguete, Dalton e Paulinho; Diogo Sodré (Kazu), Ricardo (Caio Quiroga), Erik (Rodrigo Fumaça) e Marcos Aurélio; Baggio e Rafael Silva. Técnico: Junior Rocha

Fonte: Redação