AFI

Os treinadores do futebol brasileiro tiveram uma boa notícia nesta semana. Após muitas reivindicações dos profissionais da área, a CBF enviou um ofício assinado por Reynaldo Buzzoni, diretor de  Registro, Transferência e Licenciamento de Clubes, no qual é comunicada a implementação do sistema de registro do contrato de técnicos. O procedimento começa no dia 10 de abril, próxima segunda-feira.

De acordo com Professor Nogueira, diretor do Sindicato de Treinadores de Futebol do Estado de São Paulo, a decisão da CBF veio após muita pressão dos sindicatos e nada mais é do que o cumprimento da lei que regulamenta a profissão.

"Isso foi resultado de uma pressão dos organismos envolvidos. Os sindicatos do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul. Depois de muito tempo, conseguimos colocar a pauta em destaque na mídia e eles entenderam a importância. Isso o que está sendo feito agora é o cumprimento da lei 8650", disse Nogueira em entrevista ao Portal Futebol Interior.

A lei a qual o diretor do sindicato se refere foi promulgada em 1993 e no parágrafo único do artigo 6º determina que o contrato de trabalho de treinadores de futebol "será registrado, no prazo improrrogável de dez dias, no Conselho Regional de Desportos e na Federação ou Liga à qual o clube ou associação for filiado".

Com o funcionamento do sistema de registro, os treinadores passam a ter diretos como seguro de vida e de acidentes pessoais, que antes eram concedidos apenas aos atletas. Se o técnico já tiver registro na CBF como jogador, ele pode utilizar o mesmo número para fazer o registro.

 

Fonte: Redação