ORLANDO ANTUNES


Em entrevista concedida à Rádio CBN, numa mesa redonda comandada por Edivaldo Ribeiro e que contou com o comentarista Roberto de Jesus Cesar, o Careca, e do narrador esportivo Antônio Sérgio, presidente da Associação Mato-grossense de Cronistas Esportivos- Amace, na manhã da última sexta-feira (17), o presidente eleito Aron Dresch  falou de seus planos e suas metas assim que assumir o cargo, em maio.         

Segundo Dresch, o primeiro caminho antes da posse é formar uma equipe de transição que deverá se informar sobre o funcionamento da "máquina". Claro, com a anuência da diretoria atual comandada por João Carlos de Oliveira. "Precisamos entrar lá já sabendo em que pé está", disse Aron.

AUDITORIA

O segundo caminho, antes de tomar qualquer medida, será realizar uma auditoria geral nas contas da FMF. Aron quer saber o quanto de verdade é repassado para custeio da folha de pagamento dos funcionários. Também sobre a ajuda especial para o cargo de presidente que segundo informações é de 25 mil reais mensais. Na época de Helmute (mandato tampão) um carro foi comprado e hoje está à serviço, com motorista, inclusive, de João Carlos de Oliveira. Aron quer saber sobre patrocínios, pagamento de despesas e ainda recolhimento de tributos como FGTS e INSS.

ENXUGAMENTO DA MÁQUINA

Depois da auditoria, é pensamento do novo presidente fazer uma reforma administrativa, não descartando o enxugamento e prováveis e inevitáveis cortes, bem como a substituição de algumas pessoas. Neste caso , ficariam as principais diretorias. Pela ordem; Administrativa e Financeira, Diretoria de Competições. Departamento de Árbitros e Departamento de Registro e Transferências. As demais funções seriam de Assessoria.

MARKETING

Além da Assessoria de Imprensa, é pensamento de Aron implantar um departamento de marketing para "vender" a marca de nosso futebol, inclusive para discutir futuros patrocínios. Aliás , esta pessoa já presta serviços ao Grupo Drebor.

RETORMAR O DUTRA

Segundo o presidente, ele vai negociar com a prefeitura Municipal de Cuiabá a devolução do Estádio Presidente Dutra, que através de um comodato voltaria a ser administrado pela FMF. " Com uma verba prometida pelo governador Pedro Taques (500 mil reais) e que será administrado pela Secretaria das Cidades, dará para fazer uma boa reforma no local, que voltaria a receber jogos menores no intuito de diminuir os custos das partidas.

CATEGORIAS DE BASE

No projeto da nova diretoria de Aron, está inserido o projeto de fortalecimento das categorias de base , criando e implantando campeonatos na diversas categorias, com calendário para o segundo semestre, como sub-15, sub-17, sub-19 e sub-21 (Copa Mato Grosso). " Além disso é preciso fortalecer as Ligas Amadoras de todo o Estado", disse Aron.

GESTÃO DA ARENA PANTANAL

Após ser empossado, Aron Dresch disse que irá procurar o governador Pedro Taques, na tentativa de participar de uma Gestão Compartilhada da Arena Pantanal que hoje está "cuidada" pela Secretaria estadual de Esportes, através do secretário-adjunto Leonardo de Oliveira.

REFORMA DO PRÉDIO

Após auferir receitas e quem sabe aproveitar uma eventual sobra de recursos destinados à reforma do Dutra, é pensamento do novo presidente da Federação, reformar o prédio da entidade (construída em 1982) na gestão de João Torres. "Seria o básico como hidráulica, elétrica e pinturas e uma melhoria na entrada do prédio" finalizou ele.

 

Fonte: Redação