ORLANDO ANTUNES


Conforme o Futebolpress antecipou, o Operário-CEOV confirmou o preparador de goleiros Júlio Cesar (o Pacú) como treinador do time em substituição ao Eder Taques, que pediu afastamento.

É um velho sonho de Júlio Cesar e uma medida econômica para o Tricolor, já que apenas cumprirá tabela no restante do campeonato. No Estadual, o Operário, com sete pontos, não chega mais ao G2. O time tem ainda dois jogos: Luverdense, dia 12 e no domingo seguinte contra o Mixto, finalizando a primeira fase. 

Jogadores liberados

O clube confirmou também o desligamento de alguns profissionais, para que cada um siga seu destino. Foi assim com o atacante Geilson (foto acima) e também com o ala Fabinho Capixaba. Junto, foi liberado o goleiro Marcos. Segundo informações de bastidores, todos estão empregados em times de outros Estados.

Fonte: Redação