JORGE MACIEL


Um presidente de um clube que anda caindo pelas tabelas no campeonato, embora possua uma torcida atuante e inquieta, pelo sussurram nas bocas e nos botecos,  inclusive nos corredores do clube, trocou os afazeres com um monte de marmanjos pelos braços de uma candidata a Musa do Campeonato.

A sua ausência em reuniões, a dificuldade para ele faça encaminhamentos burocráticos e a indiferença com a qual trata os interesses do clube já vinham criando corpo e insatisfação, mas a descoberta de que ele anda de “nariz furado”, num envolvimento tórrido Musa do clube, pode até lhe custar o cargo. Os decanos do clube estão muito intrigados.: "Como assim? E nós?", protetam eles.

Assim que eleita e como representante do time, o dirigente se aproximou da Musa e os dois iniciaram um relacionamento muito caliente, de forma que simplesmente tomaram rumo ignorado e não sabido. Com celulares fora de áre, os interesses do time foram para o brejo.

Contratação de jogadores, avaliações sobre desempenho do time e comissão técnica, viagens, pagamentos, que dependem da assinatura de quem preside o clube, estão em outra dmimensão, represados há dias. Nas rodas de boleiros, alguns brincam, que, para cada problema mandado ao presidente por SMS, ele responde, simplesmente: “love, love  e love”.

Fonte: Redação