ÉRICA COSTA

O presidente do Mixto, Walter Fernandes (á diretita, ao lado do técnico Toninho Pesso), considerou que a situação é difícil, mas que o Alvinegro é bem maior que o susto iniicial no campeonato e que as rodadas seguintes podem ser favoráveis ao time, que começa a se ajustar, mesmo com as duas derrotas sofridas.

Ele não quis fazer comentários específicos sobre jogadores e técnico sobre o desempenho do time em que foi derrotado por 3 a 0 pelo Sinop, na sua segunda partida da primeira fase do estadual. É a segunda derrota do clube – perdeu para o Operário na partida polêmica de estreia por 3 a 2.

Fernandes deixou, claro, porém que o técnico Toninho Pesso continua firme à frente da comissão técnica, porque “o trabalho está apenas começando, mesmo com as duas derrotas”.

_“Não se pode se desfazer de um trabalho que está no início”, disse ele, reconhecendo, entretanto, que o campeonato é curto e que restam oito rodadas para a definição dos dois classificados.

 

Sem pontuar ainda na tabela, o Mixto tem uma chance de reabilitação contra o lanterna Cacerense na quarta-feira 8, no Geraldão, em Cáceres, em um confronto direto. Vencer o time local é uma tarefa difícil, mas perfeitamente possível. Ruim para o Alvinegro é que os dois compromissos seguintes são  contra o Luverdense, na Arena Pantanal, dia 12, e em Lucas do Rio Verde, dia 19, abrindo o segundo turno.

Fonte: Redação