Em partida emocionante, o Botafogo derrotou o Colo Colo-CHI por 2 a 1, em jogo disputado na noite desta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos. Com o resultado, o Alvinegro vai precisar de um empate no jogo da volta em Santiago para garantir a passagem para a próxima fase da Libertadores. Airton e Pavez, contra, marcaram os gols do Botafogo, enquanto Paredes anotou para a equipe chilena.

Foi uma partida muito tensa. O Botafogo fez um bom primeiro tempo e estabeleceu a vantagem de dois gols, mas a saída, por contusão, do volante Airton, fez o time cair de produção e ser dominado pelo adversário durante a maior parte do segundo tempo. O time brasileiro, que contou com o apoio de uma grande torcida, precisou lutar muito para sair com a vitória.

A partida de volta acontece na próxima quarta-feira, dia 8 de fevereiro. Os cariocas jogam pelo empate, ou até mesmo derrotas por um gol de diferença, a partir de 3 a 2. 2 a 1 leva o duelo para os pênaltis.

O jogo – Diante de um grande e entusiasmado público, o Botafogo tentou partir para o ataque, mas a primeira chance real de gol foi criada pelo Colo Colo. Em toques rápidos, Figueroa apareceu pela lateral direita e cruzou para a entrada de Paredes, mas a zaga alvinegra salvou, desviando para escanteio.

O time de General Severiano tentou responder com Montillo e Camilo com liberdade para flutuar pelo campo e Rodrigo Pimpão aberto pela esquerda.

Aos 7, o time chileno criou outro momento de perigo quando Paredes se livrou da marcação de Marcelo, mas adiantou a bola e Gatito Fernandez saiu com precisão para ficar com a bola.

Um minuto depois, o Botafogo chegou, pela primeira vez na área chilena. Rodrigo Pimpão fez boa jogada pela direita e cruzou. A bola bateu no cotovelo de Fernandéz, mas o árbitro nada viu de irregular no lance.

Aos 10, a equipe carioca voltou a criar uma confusão na defesa do Colo Colo e quase Emerson Silva conseguiu concluir para o gol, mas a defesa aliviou.

O Colo-Colo equilibrou o jogo e passou a ficar mais tempo com a bola nos pés. O Botafogo corria muito, mas de forma desordenada, o que dava ao time chileno a vantagem de administrar o ritmo do jogo. Roger, muito isolado na frente, quase não tocava na bola.

Aos 23, após levantamento na área, Marcelo subiu mais do que a zaga, mas a cabeçada não levou perigo. Dois minutos depois, o Colo Colo voltou a ameaçar. Rivero recebeu na esquerda, se livrou de dois marcadores e bateu cruzado. Gatito Fernandez defendeu parcialmente e voltou a defender antes da chegada de algum adversário.

A resposta botafoguense veio com Montillo. O meia argentino recebeu na área, evitou a marcação e tentou colocar na rede, mas o paraguaio Vilar fez a defesa.

Aos 29, o Botafogo marcou o primeiro gol.  O volante Airton recebeu na intermediária e mandou forte no canto direito de Justo Villar. Foi o primeiro gol dele com a camisa alvinegra.

Depois de sofrer o primeiro gol, o time do Chile tentou adiantar a marcação para pressionar a defesa alvinegra, mas o Botafogo marcou o segundo, aos 40. Montillo chutou cruzado, Rodrigo Pimpão dividiu com a zaga, a bola bateu em Esteban Pavez e entrou, sem chances para o goleiro.

O Botafogo voltou para o segundo tempo com o estreante João Paulo no lugar do volante Airton, que sofreu uma lesão no cotovelo no final da primeira etapa.

Aos 3, o Botafogo teve a chance de ampliar em cobrança de falta executada por Camilo. A bola passou bem perto da trave direita.

O Colo Colo marcou o primeiro gol aos 6 minutos. Paredes recebeu na área e bateu. A bola tocou no calcanhar de Emerson Silva e tirou qualquer chance de defesa para Gatito Fernandez.

O Botafogo ficou desnorteado com o gol sofrido e demorou a se encontrar em campo, enquanto a equipe chilena se empolgava e partia para tentar o gol do empate. Sem Airton, o time de General Severiano perdeu o equilibrio no meio e permitiu que o Colo Colo criasse condições de comandar o ritmo de jogo.

O time visitante quase chegou ao empate aos 17 minutos, em chute de Morales que Gatito rebateu nos pés de Paredes, mas o artilheiro estava impedido.

Fonte: Redação