ADILSON GONÇALVES

Desde os anos 70 e 80, Inicialmente, eram  16, depois 12 e, agora, 10 clubes disputarão o Mato-grossense, competição que começa neste sábado com Dom Bosco e Cuiabá e que, no dia seguinte, 29, um domingo, haverá clássicos regionais, tipo Sinop e Luverdense, Araguaia e Operário FC. No msmo domingo, será editado o “Clássico dos milhões” entre Mixto e Operário, na Arena Pantanal.

 Sob os ventos agourentos da extinção dos estaduais, a Federação mato-grossense de Futebol tenta atrair público para os estádios, esperançosa de sair do vexame do ano passado quando o maior público foi de 4.000 torcedores  no Gigantão do Norte para a final Sinop 0 x 1 Luverdense. Na Arena Pantanal, palco de jogos da Copa do Mundo de 2014, apareceram míseros 459 pagantes, na média.

Discordo das transmissões ao vivo da TVCA que detém contrato de cobertura do estadual até abril, quando se encerra o campeonato e o contrato. Considero importante o engajamento da TVCA (Globo) no certame, contanto que não transmita jogos de dentro para dentro – ou seja: de Operário e Mixto, Dom Bosco e Cuiabá para as televisões cuiabanas. Isso afasta o público.

De sobra, torço para que tudo dê certo e que o público volte a vibrar nos estádios, pois nosso futebol é de qualidade e resta apenas trabalhar de forma planejada.   

Fonte: Redação