O STJD suspendeu sete clubes de todas as competições oficias da CBF por conta de dívidas não pagas. 80 times em situação inadimplente foram notificados em novembro de 2016. Entre esses, os suspensos foram Joinville, Guaratinguetá, Gama, ASA de Arapiraca, Pinheirense-PA, Parnahyba-PI e Comercial-MS.

No dia 19 de dezembro de 2016, foi feito um levantamento e a imediata comunicação aos clubes inadimplentes. A determinação foi do presidente do STJD,Ronaldo Botelho Piacente, e ocorreu devido ao auto número de processos sem comprovação de pagamentos de multas aplicadas em punições dadas pelo Tribunal.

A CBF deixou claro, que caso não houvesse a quitação ou comprovação, as entidades seriam suspensas nas competições organizadas pela CBF não podendo praticar nenhum ato junto a entidade, inclusive o registro de atleta.

O que surpreende é o baixo valor das multas que os clubes não pagaram. A dívida mais baixa é a do Guaratinguetá, de R$ 500. A mais alta é do Gama, de R$ 4,5 mil, seguida de R$ 3,5 mil do ASA. Inclusive, o time arapiraquense se pronunciou e disse que vai quitar o valor nas próximas 24 horas. Paranhyba, Comercial e Gama devem R$ 1 mil e o Pinheirense R$ 900.

A medida é claramente uma estratégia da CBF para forçar que os clubes quitem os débitos, já que eles podem recorrer da decisão do STJD.

Fonte: Redação